‘Você tem inveja’: o racismo escancarado que viralizou nas redes sociais

Vídeo mostra um homem branco rico dizendo que um homem negro entregador de aplicativo tem inveja de seus bens materiais e da cor de sua pele

07/08/2020 – 11:23Por:https://catracalivre.com.br/cidadania/voce-tem-inveja-o-racismo-escancarado-que-viralizou-nas-redes-sociais/

Um vídeo deplorável publicado nas redes sociais mostra que o racismo no Brasil não só existe como também está cada vez mais escancarado. Nas imagens, um homem branco, morador de um bairro de classe alta, humilha e dispara ofensas racistas a um homem negro, entregador de aplicativo.

Na discussão, o homem branco menospreza o fato de o entregador ser motoboy. “Quanto que você tira por mês?”, questiona. O entregador responde que não importa, e o homem branco rebate: “você não tem nem onde morar, moleque”. E o entregador rebate: “claro que tenho”.

“Você tem inveja disso aqui, fio. Você tem inveja”, diz o homem branco, apontando para as casas de alto padrão. O entregador tenta conversar com um terceiro homem, mas o homem branco o interrompe. “Moleque, moleque, escuta aqui, ó. Você tem inveja disso aqui, rapaz. Você tem inveja dessas famílias. Você tem inveja disso aqui [o homem branco aponta para o seu próprio braço, querendo dizer que o entregador tem inveja da cor de sua pele]”.

racismoCrédito: Reprodução/TwitterRacismo é crime: homem branco é filmado enquanto dispara ofensas a entregador de aplicativo

O entregador tenta argumentar, dizendo que ele pode ter os mesmos bens que ele. É aí que o homem branco fica ainda mais revoltado e eleva o tom: “Você nunca vai ter”. A discussão continua, com o entregador não baixando a cabeça, e rebatendo: “O senhor conseguiu por quê? Porque o seu pai te deu, ou por que você trabalhou?”, questionou.

O homem branco responde: “Eu já nasci rico”. O entregador continua: “Então, o senhor trabalhou, o senhor trabalhou?”. “Por muito tempo”, responde o homem branco. A discussão continua, até que o vídeo é interrompido.

Ainda é difícil dizer o que originou a discussão e qual o contexto dela, mas isso importa muito pouco. Não há contexto ou motivo que dê permissão a alguém ser racista com outra pessoa. Racismo é crime, e deve ser tratado como tal independentemente do caso.

Em breve traremos novas informações.

Com a viralização do vídeo, internautas subiram a hashtah #racismoécrime para os trending topics do Twitter, fazendo com que o assunto seja um dos mais falados do dia. Veja abaixo a repercussão:

É inadmissível vermos ainda essa cena e não ficarmos indignados.
.
Não temos inveja de nada que essa “pessoa” fala. Temos sim, muito orgulho de nossas origens e conquistas.
.
Racistas não passarão!
.#vidasnegrasimportam #levantenegro#somosfeitosdeluta#racismoecrime#respeito pic.twitter.com/rQ4KMWDD9b

— EmersonOsasco (@emersonosasco) August 7, 2020

Acho chique quem passa por essas situações absurdas e mantem a elegancia, eu xingaria de tantas formas possíveis que ia faltar palavras #Encontro #racismoecrime

— Beea Machado (@beadebeanca) August 7, 2020

Que cara babaca #racismoecrime não menospreze ninguém pic.twitter.com/65bE40RSBk

— DJ RONALDO DO MUVUCA (@ronaldodomuvuca) August 7, 2020

QUE NOJO!!!!!!!!! A hora que esse babaca esfrega a mão no braço da vontade de enfiar a mão na cara dele!!!! #racismoécrime #VidasNegrasImportam https://t.co/ZewIfmwkuN

— Anastasia Beaverhausen (@anamattosopicco) August 7, 2020

#racismoecrime

Por isso que eu digo que temos que abolir essa ideia de que o “cliente sempre tem razão”
O Matheus não falou umas verdades pq sabe que perderia o emprego e não pq ele foi elegante.

— @trakinaséaminhacara (@paulettewith2t) August 7, 2020

Esse ano até o pior das pessoas estamos conhecendo com facilidade.#racismoecrime https://t.co/VvwSBM1Beg

— o tal Luiz Lima (@o_luizlima) August 7, 2020

#racismoecrime

Não sei o contexto em que o Mateus se encontrava, mas uma coisa é certa:
A precarização do emprego faz com que pessoas que nem este racistinha, achem q o trabalhador é seu escravo e que deve fazer tudo para ele.

Precarização do emprego e racismo andam lado a lado

— @trakinaséaminhacara (@paulettewith2t) August 7, 2020

eu não tenho estômago pra assistir esse vídeo, eu não tenho psicológico pra entender o que leva um ser humano desse falar essas atrocidades. puta que pariu. RACISMO É CRIME. quantas milhões de vezes será necessário enfatizar isso? #RacismoÉCrime

— 98.644 ⚰️ | Bia. (@_eubianca_) August 7, 2020

Racismo é crime. Denuncie!

Cenas como essa que acabamos de ver ainda é muito comum no Brasil, infelizmente. Uma forma de conter o avanço do racismo no Brasil é sempre denunciar o agressor. Afinal, racismo é crime previsto pela Lei 7.716/89.

A denúncia pode ser feita tanto pela internet, quanto em delegacias comuns e nas que prestam serviços direcionados a crimes raciais, como as Delegacias de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância (Decradi), que funcionam em São Paulo e no Rio de Janeiro.

Veja aqui como denunciar casos de racismo.

‘Você tem inveja’: o racismo escancarado que viralizou nas redes sociais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *